Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
comentários
qual das paginas vocês gostaram? e interessante?
Maquiagem para pele moren
alma de mulher
moda mulhe
intimidade femanina
tudo sobre sexo
dicas 30 beijos do kama s
6 DICAS PARA TER A VIDA A
dicas e cuidados com seus
Ver Resultados

Rating: 2.7/5 (1202 votos)




ONLINE
1




Partilhe este Site...



amigos-vale ouro <div data-mvc-banner="sky-wide"></div><script type="text/javascript"> (function(storeName) { var b = document.createElement('script'); b.type = 'text/javascript'; b.async = true; b.src = 'https://www.magazinevoce.com.br/js/banner.js?store='+ storeName; var s = document.getElementsByTagName('script')[0]; s.parentNode.insertBefore(b, s); })('luxmais'); </script>

 

 

 

 

Para conseguir a amizade de uma pessoa digna é preciso desenvolvermos em nós mesmos as qualidades que naquela admiramos.

Sócrates

A verdadeira amizade é aquela que nos permite falar, ao amigo, de todos os seus defeitos e de todas as nossas qualidades.

Millôr Fernandes

No final, não nos lembraremos das palavras dos nossos inimigos, mas do silêncio dos nossos amigos.

Martin Luther King" alt="" width="58" height="64" />

curte tambem a minha pagina no face

https://www.facebook.com/pages/Amigo-Que-Nos-Aplaude-E-Nos-ignora/234416906758945?ref=bookmarks


contos eróticos engraçado
contos eróticos engraçado

22-07-201321:05:1321:05:13

contos 

Olá, meu nome é Bianca, tenho 19 anos de idade, e o que vou relatar agora aconteceu há uns 4 meses... Essa sou eu: olhos e cabelos castanho-escuros, 1,62m de altura, cintura bem definida, seios medianos, bunda grande e coxas grossas... não sou muito magra. Eu, particularmente, nunca havia me atraído por mulheres, mas os filmes pornôs que assistia eram todos lésbicos (sempre achei bonito). Não sou de fazer nada somente por impulso, sempre precisei de mais motivação, logo, se eu não me atraísse por alguma mulher, não ficaria com uma somente por curiosidade. Naquela noite TUDO foi motivação. Tenho muitos amigos homossexuais e eles viviam me chamando pra ir numa boate gay, mas eu nunca me interessei (nunca havia ido pra nenhum tipo de boate). Naquele dia tive uma discussão com minha mãe e decidi sair, meus amigos iam à essa boate e eu, que estava estressada, vi uma oportunidade de esquecer meu problema, fui com eles. Fui com um vestidinho simples, colado ao corpo, e um salto super alto. Quando cheguei notei logo os olhares, que não faziam o menor esforço para desviar. Senti um arrepio estranho. O único amigo hétero do grupo me olhou, percebendo minha tensão e intensão, e disse ?relaxa, é assim mesmo aqui. E não se preocupe, ?o que acontece aqui... aqui fica?, a menos que você queira levar pra casa, é claro?. Ri, e fingi que tudo era uma grande besteira, não tinha por que nada acontecer, certo? ?Errado. Meus amigos e amigas começaram a pegação do meu lado, até o hétero arrumou uma doidinha pra ficar. Decidi, então, descer e assistir o show das drag?s mais de perto. Tudo estava bem normal, até que uma morena linda apareceu do meu lado e me olhando com a cara mais safada que eu já havia visto perguntou ?Teu nome?? ??Bianca, prazer?, então ela pôs a mão na minha xana, assim no meio de todo mundo. Fiquei sem reação na hora, mas sabia que estava gostando. Minha xana pulsava. Não entendi o que aquilo significava, mas eu queria mais e mais daquela sensação. Pressionando sua mão em mim me levou até o banheiro, me empurrou num daqueles boxes e me colocou contra a parede. Ela: Se você não quiser ficar comigo agora, fale qualquer coisa, mas se você quer continue calada. Entrei muda e assim continuei. Eu estava muito excitada. Ela começou a me beijar, foi intenso, sua língua era habilidosa. Desceu pro pescoço, e sempre com a mão na minha xana. Como meu vestido era decotado e eu estava sem sutiã, foi muito fácil chegar e mamar nos meus seios, nunca tinha sido tão gostoso. Eu gemia enquanto ela mamava em mim e acarinhava minha xana (anda por cima da calcinha). Me sentou, subiu meu vestido, afastou minha calcinha, caiu de boca na minha xana e ?AH!?, sem dúvida a melhor sensação da minha vida, meu corpo todo estremeceu enquanto ela brincava com sua língua no meu grelho. Com seus dedos começou a fazer movimentos de vai-e-vem, enquanto sua língua se perdia no meu líquido. Gozei e gozei. Gemi alto. E ainda com um dedo dentro de mim disse ?muito puta mesmo, gozou pra mim e nem meu nome quis saber?. Foi embora. Fiquei ali parada uns dois minutos, sem entender o que tinha acabado de acontecer. Mas ainda estava muito excitada pra voltar pra pista e fingir que nada tinha acontecido... me masturbei pensando na estranha, gozei pensando na estranha, retoquei a maquiagem e voltei pra pista. Procurei a estranha, pra tentar compensar minha pouca educação, mas nem sinal dela. 4 meses depois, ainda me masturbo pensando nela.

1° menage com casais

 Em mais uma noite navegando pela internet (procurando putaria rsrs) encontrei um site de swing e fiquei fuçando, admirando fotos de esposas gostosas. Gostei do clima daquele ambiente liberal, o qual, até aquele momento era desconhecido para mim, decidi criar um perfil e logar no site, mas não pus nenhuma foto logo de cara, entrei mesmo pra ver as fotos dos casais e mulheres. Com o tempo, visitando o site, decidi tirar umas fotos nu e colocar pra ver no que dava, algumas de sunga, mostrando o volume do meu pau, outras com o pau duro mesmo latejando, aquela situação de tirar fotos nu me excitaram demais. Bom, sou moreno 1,80 corpo normal, o que chama a atenção nas fotos é mesmo o meu dote, são 20 cm de pau, saco depilado e bem cabeçudo, daqueles que custam a penetrar no sexo anal. Adicionei alguns casais e recebi também algumas propostas de esposas querendo um amante dotado. Foram esses últimos pedidos que me chamaram mais atenção e conheci duas mulheres casadas no período de 6 meses (geralmente esse tipo de encontro demora para acontecer, pois temos que compatibilizar os horários e ela tem que inventar uma desculpa pro corno ou esperar ele viajar). Estas experiências iniciais me deixaram animado e passei a buscar fazer algo com casais, algo novo pra mim e que me deixava muito curioso. Então depois de algum tempo, quando já estava pensando em sair do site pela demora pra marcar os encontros e pela enorme quantidade de perfis fakes. Eis que surge um casal interessado em mim, Carla e Rogério (nomes fictícios) estavam super afim e me adicionaram no MSN, falei com Rogério em um dia que ela não estava e conversamos sobre detalhes de um possível encontro, soube que eles eram muito experientes em se tratando de swing e ménage a tróis e que ele curtia ver sua mulher com outro e tirar fotos da foda eu tinha 27 anos na época e eles 45 ele e 41 ela, não havia problema nenhum, pois na verdade sempre tive tesão em mulheres mais velhas. Isso foi numa quinta feira, na sexta voltei do trabalho tomei um banho e fui pro PC , e vi que o casal estava online Casaltesãorj, era Carla dessa vez, a safada foi logo elogiando meu pau que tava na foto e o clima esquentou, rolou um bate papo muito interessante, não tinha mostrado foto de rosto e ela pediu pois estava curiosa, eu mostrei e ela me achou uma gracinha (palavras dela), nisso, pedi para ela me mostrar uma de rosto também, passou um tempo e ela disse que não tava achando as fotos pois estavam no outro computador e ela estava no notebook, e perguntou se podia ligar a webcam, pois assim me mostrava seu rosto, topei na hora e liguei a minha também, Carla me surpreendeu, vi uma morena espetacular 1,70 , malhada, peito natural semi caídos e fartos, bunda grande, ela tava com uma calça de moletom e virou de costas e foi abaixando devagar e me provocando, nossa meu pau tava querendo rasgar minha calça de tão duro q ficou, que mulher espetacular, tava com um fio dental minúsculo branco, então ela voltou sentou na cadeira e disse que era a minha vez de fazer um showzinho pra ela, só tive o trabalho de abaixar a webcam e por o pau pra fora que a essa altura estava com as veias saltando e extremamente duro. Carla ficou de boca aberta e com um sorriso no rosto mostrando a sua aprovação e dizendo que estava louca pra me conhecer pessoalmente. Moramos em bairros diferentes do rio de janeiro e decidimos nos encontrar em um bar na tijuca, eu cheguei, pedi um chopp e fiquei esperando o casal, depois de uns 10min eles chegam de mãos dadas e me cumprimentam, não paro de olhar para Carla que estava com um vestidinho curto e com um decote sensacional, depois de um tempo de bate papo Rogério vai ao banheiro e Carla senta do meu lado acredito que ela é fraca pra bebida, pois com apenas uns 2 copos ela tava bem alegrinha, foi no meu ouvido e me chamou de safado e por baixo da mesa pois a mão na minha coxa procurando meu pau, disse que tava louca pra ?conhecer? ele ao vivo. Como o seu marido ainda estava no banheiro ela disse que era para eu perguntar a ele quando voltasse se iria liberar o cuzinho dela. Após seu retorno do banheiro fiz a pergunta e ele disse que como eles dois haviam gostado de mim e pelo sorriso no rosto dela ele iria liberar sim, mas disse para eu aproveitar, pois em um primeiro encontro isso nunca havia ocorrido. Então eu fiz a proposta de irmos direto para o motel antes que a Carla tirasse a roupa em pleno bar, eles gargalharam e fomos pagar a conta. Bom, decidimos ir no carro deles e fiquei no banco de traz pegando a Carla , ou melhor, ela me pegando, aquela mulher é um vulcão. Entramos no quarto e eu e ela fomos direto para o chuveiro, ainda tenho na memória a visão daquela mulher pelada na minha frente, 41 anos, porém enxuta, malhadinha no ponto e bem liberal em relação a sexo, sem frescura, ou seja, tudo o que um homem quer em uma mulher. A água caindo no corpo dela e eu ensaboando os peitos e beijando aquela boca maravilhosa, quando chupar a boceta vi que ela tinha um piercing no clitóris e fiquei brincando com ele e passando o dedo no cuzinho dela, depois de um tempinho curtindo, ela me puxou pra cima e disse: ?Agora é minha vez de chupar, quero me deliciar com esse pauzão?, bom, pus o pau pra fora da sunga e fechei os olhos e ouvi ela dizendo: ?nossa!! Que delícia, bem melhor ver ao vivo esse cacete, olha só Rogério, não cabe na minha mão!?. Tenho o pau, além de grande bem grosso e adoro ouvir elogios sobre ele, pois me dá muito tesão. A partir daí ela começou a chupar, deu uma bela cusparada pra lubrificar e foi mamando devagar e gemendo com o pau na boca, as vezes ela falava com o pau na boca, e o marido ficava rindo e sacaneando ela, dizendo que ela não iria agüentar o meu pau no cu dela, o clima era bem agradável e de muita putaria, batia com o pau na cara dela que prosseguia falando bem de mim e as vezes dando beijos no marido que a essa altura estava tirando fotos do boquete. Eu agüentei um bom tempo de oral, porém, com aquela mulher é impossível e tirei meu pau da boca dela antes de gozar e convidei-a para a cama, fomos molhados mesmo, tamanho era o tesão, a safada foi logo ficando de 4 e pedindo: ?mete esse pau, mete me faz gozar de novo vai?, ela havia gozado apenas com as preliminares, e sabendo disso tive vontade de fazer ela gozar mais vezes, já que depois da primeira gozada que a mulher dá o caminho para outras fica mais fácil, então fiquei provocando-a o máximo que pude e fui pincelando a cabeça do meu pau na entrada da boceta dela e ela percebendo: ?me provocando né safado?? , quando meti fui colocando aos poucos e não voltei, pus o pau todo e percebi que tava tranqüilo, ela era bem arrombada (esposa putinha é assim), então fui me soltando mais e metendo com força, ela me olhou meio espantada e disse: ?não precisou nem pedir, vc sabe do que eu gosto...hummm, fode a boceta da puta fode!!...que delícia!!!?. Então Rogério não agüentou e colocou o pau pra fora para ela chupar e eu bombando forte e parando as vezes pra bater com o pau na boceta dela, revezei com Rogério coloquei o pau na boca dela, que saiu da posição de 4 e ficou deitada na beira da cama com ele metendo em pé e eu vindo por cima colocando o pau na boca da vadia, então resolvi fazer ela engasgar com o pau, mas a vagabunda fez um deepthroat profissional, que delícia de esposa, uma das minhas melhores fodas até hoje, então ela pediu: ?me dá leitinho dá? Moreno gostoso!!?, pegou meu pau e foi batendo uma punheta até eu gozar na boca dela que engoliu tudo. Estávamos exaustos e tomamos outro banho, então Rogério que não havia gozado foi comer ela, que rindo disse: ?esqueci do meu corninho, por que será?? e ele foi metendo no cu dela e eu fiquei de fotógrafo rsrs, ele ficou uns 10 min e ela me chamou: ?agora é a vez do moreno, vai pra lá assistir corno, quero pau grande no meu cu?. O pau de Rogério é médio e acredito ser por isso que ela tenha que buscar caras fora do casamento para se satisfazer. Tava colocando a camisinha e ela tirou da minha mão e colocou, dando umas chupadas de leve, ficou de 4 e pediu pro Rogério filmar dessa vez, fui metendo devagar e sentindo aquele cusão quente, Carla gritava e gemia, até que entrou fácil, pois ela havia acabado de fazer anal com o marido, mais quando tava começando a querer bombar ela tirou e disse: ?amor pega o lubrificante pois com ele não dá, mas vou conseguir, não saio daqui sem dar o cu pra ele, promessa é dívida?, eu ri muito nesse momento Carla é uma figura muito engraçada, mas ela tinha razão e depois do lubrificante ficou bem melhor meti tudo nela que depois de algumas bombadas gozou feito uma louca gritando e pedindo mais, então anunciei que iria gozar fiquei de pé na cama e ela se ajoelhou na minha frente, eu ia tirar a camisinha, mas ela pegou no meu pau e foi pondo na boca e tirou dizendo: ?eu tinha que sentir o gosto do meu cu, fazia tempo que não sentia, agora goza na minha boca, quero sentir teu leite salgadinho outra vez? gozei na boca dela e Carla deu um sorriso e engoliu a porra e me agradeceu, eu disse que eu deveria agradecer a ela. Esse casal foi muito especial, chegamos a nos encontrar outra vez e dessa vez soh eu e Carla (prometo contar essa experiência em outro conto), entretanto eles não moram mais no rio hoje em dia e nos falamos apenas por MSN. Bom, espero que tenham gostado, comentem abraço.Em mais uma noite navegando pela internet (procurando putaria rsrs) encontrei um site de swing e fiquei fuçando, admirando fotos de esposas gostosas. Gostei do clima daquele ambiente liberal, o qual, até aquele momento era desconhecido para mim, decidi criar um perfil e logar no site, mas não pus nenhuma foto logo de cara, entrei mesmo pra ver as fotos dos casais e mulheres. Com o tempo, visitando o site, decidi tirar umas fotos nu e colocar pra ver no que dava, algumas de sunga, mostrando o volume do meu pau, outras com o pau duro mesmo latejando, aquela situação de tirar fotos nu me excitaram demais. Bom, sou moreno 1,80 corpo normal, o que chama a atenção nas fotos é mesmo o meu dote, são 20 cm de pau, saco depilado e bem cabeçudo, daqueles que custam a penetrar no sexo anal. Adicionei alguns casais e recebi também algumas propostas de esposas querendo um amante dotado. Foram esses últimos pedidos que me chamaram mais atenção e conheci duas mulheres casadas no período de 6 meses (geralmente esse tipo de encontro demora para acontecer, pois temos que compatibilizar os horários e ela tem que inventar uma desculpa pro corno ou esperar ele viajar). Estas experiências iniciais me deixaram animado e passei a buscar fazer algo com casais, algo novo pra mim e que me deixava muito curioso. Então depois de algum tempo, quando já estava pensando em sair do site pela demora pra marcar os encontros e pela enorme quantidade de perfis fakes. Eis que surge um casal interessado em mim, Carla e Rogério (nomes fictícios) estavam super afim e me adicionaram no MSN, falei com Rogério em um dia que ela não estava e conversamos sobre detalhes de um possível encontro, soube que eles eram muito experientes em se tratando de swing e ménage a tróis e que ele curtia ver sua mulher com outro e tirar fotos da foda eu tinha 27 anos na época e eles 45 ele e 41 ela, não havia problema nenhum, pois na verdade sempre tive tesão em mulheres mais velhas. Isso foi numa quinta feira, na sexta voltei do trabalho tomei um banho e fui pro PC , e vi que o casal estava online Casaltesãorj, era Carla dessa vez, a safada foi logo elogiando meu pau que tava na foto e o clima esquentou, rolou um bate papo muito interessante, não tinha mostrado foto de rosto e ela pediu pois estava curiosa, eu mostrei e ela me achou uma gracinha (palavras dela), nisso, pedi para ela me mostrar uma de rosto também, passou um tempo e ela disse que não tava achando as fotos pois estavam no outro computador e ela estava no notebook, e perguntou se podia ligar a webcam, pois assim me mostrava seu rosto, topei na hora e liguei a minha também, Carla me surpreendeu, vi uma morena espetacular 1,70 , malhada, peito natural semi caídos e fartos, bunda grande, ela tava com uma calça de moletom e virou de costas e foi abaixando devagar e me provocando, nossa meu pau tava querendo rasgar minha calça de tão duro q ficou, que mulher espetacular, tava com um fio dental minúsculo branco, então ela voltou sentou na cadeira e disse que era a minha vez de fazer um showzinho pra ela, só tive o trabalho de abaixar a webcam e por o pau pra fora que a essa altura estava com as veias saltando e extremamente duro. Carla ficou de boca aberta e com um sorriso no rosto mostrando a sua aprovação e dizendo que estava louca pra me conhecer pessoalmente. Moramos em bairros diferentes do rio de janeiro e decidimos nos encontrar em um bar na tijuca, eu cheguei, pedi um chopp e fiquei esperando o casal, depois de uns 10min eles chegam de mãos dadas e me cumprimentam, não paro de olhar para Carla que estava com um vestidinho curto e com um decote sensacional, depois de um tempo de bate papo Rogério vai ao banheiro e Carla senta do meu lado acredito que ela é fraca pra bebida, pois com apenas uns 2 copos ela tava bem alegrinha, foi no meu ouvido e me chamou de safado e por baixo da mesa pois a mão na minha coxa procurando meu pau, disse que tava louca pra ?conhecer? ele ao vivo. Como o seu marido ainda estava no banheiro ela disse que era para eu perguntar a ele quando voltasse se iria liberar o cuzinho dela. Após seu retorno do banheiro fiz a pergunta e ele disse que como eles dois haviam gostado de mim e pelo sorriso no rosto dela ele iria liberar sim, mas disse para eu aproveitar, pois em um primeiro encontro isso nunca havia ocorrido. Então eu fiz a proposta de irmos direto para o motel antes que a Carla tirasse a roupa em pleno bar, eles gargalharam e fomos pagar a conta. Bom, decidimos ir no carro deles e fiquei no banco de traz pegando a Carla , ou melhor, ela me pegando, aquela mulher é um vulcão. Entramos no quarto e eu e ela fomos direto para o chuveiro, ainda tenho na memória a visão daquela mulher pelada na minha frente, 41 anos, porém enxuta, malhadinha no ponto e bem liberal em relação a sexo, sem frescura, ou seja, tudo o que um homem quer em uma mulher. A água caindo no corpo dela e eu ensaboando os peitos e beijando aquela boca maravilhosa, quando chupar a boceta vi que ela tinha um piercing no clitóris e fiquei brincando com ele e passando o dedo no cuzinho dela, depois de um tempinho curtindo, ela me puxou pra cima e disse: ?Agora é minha vez de chupar, quero me deliciar com esse pauzão?, bom, pus o pau pra fora da sunga e fechei os olhos e ouvi ela dizendo: ?nossa!! Que delícia, bem melhor ver ao vivo esse cacete, olha só Rogério, não cabe na minha mão!?. Tenho o pau, além de grande bem grosso e adoro ouvir elogios sobre ele, pois me dá muito tesão. A partir daí ela começou a chupar, deu uma bela cusparada pra lubrificar e foi mamando devagar e gemendo com o pau na boca, as vezes ela falava com o pau na boca, e o marido ficava rindo e sacaneando ela, dizendo que ela não iria agüentar o meu pau no cu dela, o clima era bem agradável e de muita putaria, batia com o pau na cara dela que prosseguia falando bem de mim e as vezes dando beijos no marido que a essa altura estava tirando fotos do boquete. Eu agüentei um bom tempo de oral, porém, com aquela mulher é impossível e tirei meu pau da boca dela antes de gozar e convidei-a para a cama, fomos molhados mesmo, tamanho era o tesão, a safada foi logo ficando de 4 e pedindo: ?mete esse pau, mete me faz gozar de novo vai?, ela havia gozado apenas com as preliminares, e sabendo disso tive vontade de fazer ela gozar mais vezes, já que depois da primeira gozada que a mulher dá o caminho para outras fica mais fácil, então fiquei provocando-a o máximo que pude e fui pincelando a cabeça do meu pau na entrada da boceta dela e ela percebendo: ?me provocando né safado?? , quando meti fui colocando aos poucos e não voltei, pus o pau todo e percebi que tava tranqüilo, ela era bem arrombada (esposa putinha é assim), então fui me soltando mais e metendo com força, ela me olhou meio espantada e disse: ?não precisou nem pedir, vc sabe do que eu gosto...hummm, fode a boceta da puta fode!!...que delícia!!!?. Então Rogério não agüentou e colocou o pau pra fora para ela chupar e eu bombando forte e parando as vezes pra bater com o pau na boceta dela, revezei com Rogério coloquei o pau na boca dela, que saiu da posição de 4 e ficou deitada na beira da cama com ele metendo em pé e eu vindo por cima colocando o pau na boca da vadia, então resolvi fazer ela engasgar com o pau, mas a vagabunda fez um deepthroat profissional, que delícia de esposa, uma das minhas melhores fodas até hoje, então ela pediu: ?me dá leitinho dá? Moreno gostoso!!?, pegou meu pau e foi batendo uma punheta até eu gozar na boca dela que engoliu tudo. Estávamos exaustos e tomamos outro banho, então Rogério que não havia gozado foi comer ela, que rindo disse: ?esqueci do meu corninho, por que será?? e ele foi metendo no cu dela e eu fiquei de fotógrafo rsrs, ele ficou uns 10 min e ela me chamou: ?agora é a vez do moreno, vai pra lá assistir corno, quero pau grande no meu cu?. O pau de Rogério é médio e acredito ser por isso que ela tenha que buscar caras fora do casamento para se satisfazer. Tava colocando a camisinha e ela tirou da minha mão e colocou, dando umas chupadas de leve, ficou de 4 e pediu pro Rogério filmar dessa vez, fui metendo devagar e sentindo aquele cusão quente, Carla gritava e gemia, até que entrou fácil, pois ela havia acabado de fazer anal com o marido, mais quando tava começando a querer bombar ela tirou e disse: ?amor pega o lubrificante pois com ele não dá, mas vou conseguir, não saio daqui sem dar o cu pra ele, promessa é dívida?, eu ri muito nesse momento Carla é uma figura muito engraçada, mas ela tinha razão e depois do lubrificante ficou bem melhor meti tudo nela que depois de algumas bombadas gozou feito uma louca gritando e pedindo mais, então anunciei que iria gozar fiquei de pé na cama e ela se ajoelhou na minha frente, eu ia tirar a camisinha, mas ela pegou no meu pau e foi pondo na boca e tirou dizendo: ?eu tinha que sentir o gosto do meu cu, fazia tempo que não sentia, agora goza na minha boca, quero sentir teu leite salgadinho outra vez? gozei na boca dela e Carla deu um sorriso e engoliu a porra e me agradeceu, eu disse que eu deveria agradecer a ela. Esse casal foi muito especial, chegamos a nos encontrar outra vez e dessa vez soh eu e Carla (prometo contar essa experiência em outro conto), entretanto eles não moram mais no rio hoje em dia e nos falamos apenas por MSN. Bom, espero que tenham gostado, comentem abraço.

minha namorada domme
 
 Oi gente, meu nome é Gabriela, mais todos me chamam de Gaby, tenho 18 anos, sou morena clara, olhos negros, cabelos ruivos e grandes, corpo definido e um estilo marcante. estou aqui pra contar uma história que ocorreu a três meses atras. eu estava numa festa muito famosa da minha cidade, tinha milhares de pessoas e uma amiga minha encontrou outros amigos, observei uma garota linda, morena clara, olhos verdes, cabelos negros médios, 1,65m +/- e um corpo delirante, bumbum GG delicioso. Não perdi tempo, logo cheguei nela, dei ideia a um amigo dela e ele foi até ela dizendo que eu queria conhece-la, acabamos ficando e peguei o tel dela. uma semana se passou e, depois de muitas conversas pelo cel, começamos a namorar e ela (que era de uma cidade vizinha) veio me ver. Levei ela até a casa de um amigo meu, chegamos la e fomos ver tv, ela sentou do meu lado, estava de short e camiseta e eu de calça e camiseta, ela começou a alisar minhas coxas, apertando e subiu um pouco a mão, fiquei excitada e olhei pra ela de canto, ela reparou e sorriu, levantei e chamei ela, levei ela pro quarto do meu amigo e beijei ela ainda em pé, ela me pegou na nuca, puxando meu cabelo, senti sua respiração ofegante, e devagar ela me levou até a cama, me jogou com força e deitou por cima de mim, com a mão na minha xota por cima da calça. Mordi meus lábios, morrendo de tesão, senti ela tirando minha roupa, peça por peça, e me arranhando toda, quando eu estava completamente nua, ela começou com a violência. passou o dedo na minha xota molhada e começou a alisar meu clitóris, me masturbando, enquanto isso ela pegava no meu cabelo e falava: Vai cachorra, goza pra mim vai, safada, vc é muito gostoza. ela me penetrou com dois dedos, me fazendo gemer alto, me deu um tapão na cara e disse: Piranha, cala a boca vadia, vai gemer só quando eu mandar! ela me fez gozar, foi muito gostozo. assim que gozei ela disse: Putinha, fica de quatro pra mim, vou arrebentar seu cuzinho. Me atrevi a falar: não vou dar meu cuzinho pra vc não, ta loca? ela ficou nervosa, me deu um tapa muito forte na cara e me pegou no cabelo dizendo: Vai sim vadia, vai fazer o que eu mandar ta ouvindo? apenas fiz que sim com a cabeça, não atreveria a falar qualquer coisa que desrespeitasse ela. fiquei de quatro e ela logo veio me comendo, foi com o dedo mesmo, me arrebentando toda, eu mordi o travesseiro, sentia dor e prazer ao mesmo tempo. ela me comia com voracidade, me fez gozar, cai na cama, acabada, transamos com mais violencia, ela me fez ajoelhar na frente dela, cuspiu na minha cara, me chamou de putinha e mandou eu sentar no colo dela cavalgando, não entendi o porque, mais obedeci, sentei e comecei a quicar, ela jogou a cabeça pra traz e mordeu o lábio, arranhando minhas costas e me xingando e falando: bem mandado putinha. quando vi, eram quase 4 da manha, eu tinha que ir logo pra casa, tinha aula no mesmo dia e eu não podia perder, ela não quis me deixar ir, me trancou no quarto, foi la fora e chegou na porta do quarto de meu amigo, disse que iriamos dormir ali pois eu não estava muito bem, e como ele estava no outro quarto com a namorada nem ligou muito. eu não aguentava mais nada, ela ficou com dó de mim, abraçou meu corpo nu e dormimos... depois conto sobe o dia seguinte! espero que tenham gostado, bjoooooos !
.... Carona ......
 
 Boa noite ou Bom dia, a todos! Meu nome é Junior ( fictício ) tenho 1,84 cabelos e olhos castanhos, 105 kg. A pelo menos 10 anos leio contos eróticos, mas nunca tive coragem de contar algo, mas hoje 27/03/11 fiz meu cadastro e vou relatar! Sou casado a 8 anos, e sempre tive minhas taras meus fetiches! Tudo começou com aquela linda moça, 23 anos, olhos sedutores, corpo senssual de estatura media! Desde da primeira vez que a vi passando pela faculdade, me encantei, a roupa que vestia a calça jeans e blusinha branca, realçando seu corpo, o decote de sua blusa mostrando parte de seu seio, não era vulgar era sexy, sua calça torneava sua silueta pernas e bumbum, de cintura baixa, eu olhava, e sempre e ficava imaginando como seria sua calcinha, ( branca, amarela, vermelha, de renda, fio dental, asa delta? ), seu sexo era depilado, ou ela deixava alguns pelinhos, ou muito? extremamente provocante! Sentia forte atração por ela, até que por um amigo em comum ela passou a freqüentar! a mesma ?panelinha?. Nossos olhares se cruzavam, ficava excitado ao seu lado. Até que, com a falta de professores e uma aula adiantada, e fomos dispensados, ela me pediu uma carona, pensei muitas coisas, as fantasias que tinha com ela!! mas imagine? é só uma carona! No caminho fomos falando das aulas, professores etc, sentia seu cheiro, ela cheirava a banho ainda! ( a sim! Ela vestia uma blusinha branca, provavelmente estava sem sutien, uma saia um pouco acima dos joelhos vermelha com pregas e sandalinhas ) ao se sentar no carro pude ver mais um pouco das suas pernas, e suas cochas, branquinhas, dava para sentir ou imaginar sua pele como devia ser macia!. Dirigi o mais devagar possível para poder ficar mais tempo ao seu lado, não sei porque mas deu impressão em algum momento que ela estava vermelha! era vergonha! Ao chegarmos, ela me convidou para entrar ( seus pais dormiam cedo ), ela abriu o portão sem fazer barulho, na garagem estava escuro, e sem querer acabei trombando em seu corpo, no reflexo a segurei-a pela cintura, pegando em parte na sua saia, como foi bom sentir o tecido entre meus dedos! , foi o toque que precisava, ela se virou colou seu corpo ao meu, pude sentir sua respiração e ainda com a mão firme em seu vestido podendo até sentir o elástico de sua calcinha, nos beijamos! meu membro firme, fazia pressão em sua barriga, fomos nos beijando e nos esfregando até o outro lado da garagem, que graças a uma pequena iluminação da rua, batia ali. Como a queria, minha mão levantava sua saia eu tocava sua calcinha! ela suspirava baixinho, eu queria sentir seu gosto!. Encostado na parede me sentei ao chão, ela imediatamente abriu suas pernas, assim eu passando a minha por baixo, e ela se apoiando na parede, ofereceu seu sexo para mim, sentando ao chão com a cabeça em baixo do seu vestido, pude sentir o cheiro que exalava do seu sexo, fiquei ali cheirando, passando minha boca sobre sua calcinha, pude sentir como estava molhada, abocanhei seu sexo, e em seguida passei lamber sobre o tecido, puxei sua calcinha de lado passando meus dedos no seu sexo! Acabei por tira-la e pude sentir seus pelinhos em meu rosto, chupei sua vulva, abocanhei seu grelo, ela soltou um gemido, eu sulgava seu clitóris, que endureceu, como estava bom, sentir seu cheiro seu gosto ouvir seu gemido e sentir suas estocadas em meu rosto anunciando o gozo!, ela então segurou minha cabeça pressionando em seu sexo, direcionando os movimentos, e foi quando senti seu gozo quente em minha boca, ela se contorcia e se segurando em minha cabeça se apoiava para não cair, pude sentir seus lábios vaginais esfregando em meu rosto, seguidos de novas estocadas me lambuzando! Após o gozo ela se virou de costas para mim, e ficou com as mãos apoiadas no capo do carro, quando vi parte de sua budinha sobre o vestidinho vermelho, não resisti me ajoelhei e enfiando minhas mão entre suas pernas para abri-la para mim, pude sentir suas cochas molhadas, em seguida coloquei a mão em suas costas, assim deitando seu tronco no capo, e sua bundinha arrebitada para mim, passei a lambê-la e a chupá-la, pressionando minha mão em suas nadegas, sentido suas carnes entre dedos, abri podendo lamber entre elas! ela ainda estava sobre êxtase do orgasmo, mas quando passei a lamber entre sua bundinha, ela reagiu, senti em minhas mãos, suas nadegas endurecerem com a contratação que fazia, enquanto a lambia e explorava com minha boca e língua toda a sua bundinha! ela tocava seu sexo se masturbando e se contraindo, ela estava prestes a gozar, me levantei rápido e quando me dei conta estava de calças até o joelho, com meu membro rígido, e ela toda molhada penetrei em sua vulva! Dando estocadas, ela se esticou, passei a chupar seu pescoço, segurando sua cintura, ela virava seu rosto buscando minha boca que estava com o seu gosto! Nos beijamos nos contorcíamos, gemidos e estocadas! senti ela gozando em meu membro e desfalecendo! segurei meu gozo para que ela concluísse o seu! em seguida, logo que ela se deitou sobre o capo do carro, tirei meu membro rápido e me masturbei, ejaculando sobre sua bundinha e suas costas, ( estava sem preservativo ) Minutos depois, não sabíamos se olhávamos um para o outro ou se olhávamos ao redor! medo de que alguém tivesse presenciado! a sim nos olhamos nos beijamos e sem falar nada ambos se recomporão, e fui até o portão dei um ultimo chau! Entrei no carro, na esquina seguinte ascendi a luz, pude ver sua calcinha era vermelha, asa delta! Estava com seu cheiro! Cheguei em casa e me masturbei cheirando sua calcinha! No dia seguinte, ela me contou que ficou procurando a sua calcinha e que acabara imaginando que, eu a tinha levado! rs disse a ela que era suvinir! Nós encontramos outras vezes, mas não na garagem. Abraços pessoal e obrigado!