Sites Grátis no Comunidades.net
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
comentários
qual das paginas vocês gostaram? e interessante?
Maquiagem para pele moren
alma de mulher
moda mulhe
intimidade femanina
tudo sobre sexo
dicas 30 beijos do kama s
6 DICAS PARA TER A VIDA A
dicas e cuidados com seus
Ver Resultados

Rating: 2.7/5 (1190 votos)




ONLINE
1




Partilhe este Site...



amigos-vale ouro <div data-mvc-banner="sky-wide"></div><script type="text/javascript"> (function(storeName) { var b = document.createElement('script'); b.type = 'text/javascript'; b.async = true; b.src = 'https://www.magazinevoce.com.br/js/banner.js?store='+ storeName; var s = document.getElementsByTagName('script')[0]; s.parentNode.insertBefore(b, s); })('luxmais'); </script>

 

 

 

 

Para conseguir a amizade de uma pessoa digna é preciso desenvolvermos em nós mesmos as qualidades que naquela admiramos.

Sócrates

A verdadeira amizade é aquela que nos permite falar, ao amigo, de todos os seus defeitos e de todas as nossas qualidades.

Millôr Fernandes

No final, não nos lembraremos das palavras dos nossos inimigos, mas do silêncio dos nossos amigos.

Martin Luther King" alt="" width="58" height="64" />

curte tambem a minha pagina no face

https://www.facebook.com/pages/Amigo-Que-Nos-Aplaude-E-Nos-ignora/234416906758945?ref=bookmarks


Veja 12 dicas para evitar o fim do relacionamento
Veja 12 dicas para evitar o fim do relacionamento


 
Mesmo que vocês estejam apaixonados, mesmo que se queiram e se divirtam juntos, algumas atitudes e situações podem prejudicar a relação. Para evitar isso, preparamos uma lista de 12 problemas e 12 soluções para você prevenir-se das dificuldades que pode vir a enfrentar.

1. Não dividimos as tarefas domésticas
Esta é uma das queixas mais comum entre as mulheres, mesmo que não seja exclusividade delas. Basta que um dos companheiros sinta que está trabalhando mais em casa que o outro, de forma injustificada, para surgir o conflito. Quando estamos "cegos" de amor até achamos graça nas roupas sujas pelo chão ou na louça acumulada na pia. Porém, quando a convivência é diária, as tarefas domésticas podem transformar-se em um verdadeiro inferno para quem é responsável por elas.

Solução - Mesmo que te pareça incômodo, este é um dos assuntos que devem ficar claros desde o início. É preciso fazer uma divisão justa e eqüitativa das tarefas em função dos horários e responsabilidades de cada um fora de casa. Não caia no erro de fazer tudo sozinha nem exagere com as obrigações de limpeza, e jamais coloque a arrumação como mais a coisa mais importante da casa, antes do sexo ou do descanso! Se ele se queixa que você faz pouco em casa procure esforçar-se, pois a chave da convivência é fazer a vida do outro mais fácil.

2. Me aborreço e me fecho como uma ostra
A rotina se instalou na sua vida? Você já não se importa em arrumar-se para ele? Não suporta estar sempre com a família ou só em casa? A libido e o desejo diminuíram? Antes de buscar soluções deve refletir e pensar se continua apaixonada por ele, ou se o relacionamento chegou a um ponto de excesso de confiança e costume.

Solução - Combater a rotina supõe um esforço permanente por parte de ambos, já que de certa forma ela sempre estará presente. A solução emergencial é manter uma certa distância, não passando as 24 horas do dia juntos. Passe mais tempo com os amigos, tenha momentos de independência, busque atividades que a façam sair de casa e que te façam voltar a vê-lo com a distância que antes provocava em você o desejo de estar sempre com ele.

3. Sua família e seu meio social são diferentes do meu
Algumas vezes são as circunstâncias externas que "estremecem" uma relação. As diferenças sócioculturais, incluindo a família, podem interferir fortemente, mesmo que o casal se goste muito. Você se sente inferior junto à família dele, ou vice-versa? Você gosta dele mas gostaria que ele fosse mais culto? Não aprova muito os costumes da família do parceiro?

Solução - Essas são questões muito delicadas e que devem ser resolvidas através da comunicação e tato. O primeiro a fazer é jamais tentar parecer ou ser quem não se é. Sempre se pode melhorar, mas você não deve fazer com que seu parceiro mude apenas para ser como você quer, isso o deixará insatisfeito. Respeite a família dele, nunca tente separá-los, se esforce para ser flexível e tolerante para que o outro não se sinta forçado a fazer coisas que não quer ou não está de acordo. As carências culturais são facilmente resolvidas se ambos têm vontade e se tratam a questão com respeito.

4. Tenho um trabalho melhor que o dele
Você jamais imaginou que ficaria com um homem que se sente diminuído por você ganhar mais ou ter um trabalho melhor. Ele fica distante, mal humorado e inclusive teve uma queda na libido ou, pelo contrário, sente necessidade de mostrar que é "homem" em todos os sentidos.

Solução - Converse claramente com ele e diga o que você pensa, porém tenha todo o cuidado possível porque será difícil que seu parceiro reconheça que está com uma certa "inveja" do seu sucesso. Tente ser racional com ele, mas não permita que tire os méritos do seu êxito. Se ele não mudar de idéia e continuar com atitudes machistas em outros aspectos, pare e pense: você realmente quer estar com alguém assim?

5. Ocorreu um caso de traição no relacionamento
Este é um dos principais motivos de rompimento. Ninguém pode saber a princípio se vai ser infiel ou não, mas há pessoas que são infiéis por "natureza". O problema é a atitude adotada diante da infidelidade: mentiras, arrependimento, honestidade consigo mesmo e com o companheiro ... Também é importante a forma em que se descobre a infidelidade, se por meio do próprio companheiro ou através de terceiros.

Solução - Tudo depende da atitude da pessoa que enganou. Se contou a verdade, se está arrependido e foi algo esporádico, podem sentar e conversar sobre a traição buscando superar. Porém isso requer uma grande maturidade e racionalidade por parte de quem foi traído em conversar calmamente. Se um dos parceiros sabe que tem tendência a trair, deve ser sincero sobre isso, mesmo que pareça uma "utopia" conversar abertamente sobre questões como essa.

6. Estão com problemas financeiros
O aluguel, as contas, o carro, os filhos, o financiamento da casa ... Algumas vezes ter uma vida em comum supõe uma condição financeira forte. Se o homem ou a mulher não estão bem no trabalho, a preocupação acaba por atingir os dois. É difícil manter o bom humor e muito menos a paixão quando um dos dois sabe que não terá dinheiro para chegar ao fim do mês.

Solução - Para começar, vocês têm que relativizar os problemas e tratar de reduzir os gastos, algumas vezes as dificuldades surgem porque vivemos acima das nossas possibilidades. Se um dos dois está especialmente preocupado com o trabalho ou situação financeira, o outro deve transformar-se em apoio, não ficar pressionando. Manter o humor ajuda muito mais que passar o dia queixando-se.

7. Vivo para o trabalho
Algumas vezes o trabalho toma conta de nossa vida ao ponto de deixar o parceiro num segundo plano. Todos temos obrigações e responsabilidades e é saudável ter ambições na carreira, mas é preciso saber impor limites quando isso ocupa a maior parte do nosso tempo. Ao companheiro que tem que cuidar de você, é duro sentir que o trabalho é mais importante do que ele.

Solução - O melhor a fazer é conversar com calma, utilizando argumentos reais. Se um dos dois tem um trabalho com muitas responsabilidades e é difícil cumprir os horários, é importante fazer com que o pouco tempo que passam juntos seja dedicado apenas a vocês. A chave é buscar qualidade no lugar de quantidade. Por outro lado, é preciso descobrir se por trás dessa entrega "desmedida" ao trabalho se esconde um problema de falta de amor, de rotina ou até uma infidelidade.

8. O ciúmes não nos deixa viver
Conviver com uma pessoa ciumenta pode transformar-se num inferno. Se no princípio você ficava encantada com o cuidado extremo e o fato de querer que você fosse só dele, em pouco tempo essa situação ficará insuportável. O mais triste é que o ciumento sofre muito com seu comportamento, de tal forma que isso pode vir a ser um problema psicológico.

Solução - Mais uma vez, o diálogo é importantíssimo. A pessoa ciumenta precisa ter claro em mente que não tem motivos para preocupar-se. Por outro lado, quem sofre com o ciúme exagerado não deve permitir que tenha suas liberdades limitadas, muito menos renunciar a suas amizades. É necessário trabalhar a confiança do outro, que pouco a pouco adquirirá segurança. Consultas a um psicólogo ou terapias de casais podem ajudar.

9. Um dos dois não quer ter filhos
A maternidade ou paternidade pode provocar uma grave divisão entre o casal. Não são apenas os homens que retardam o momento de ser pais, com a nova posição social, muitas mulheres estão adiando a hora de ter filhos em favor de suas carreiras e suas próprias vidas. Mas, quando um dos dois quer ter filhos e o outro não, pode surgir um obstáculo terrível entre os companheiros.

Solução - A solução para este conflito não é fácil, já que existe um choque direto de interesses de ambos. Para chegar a um consenso, é preciso passar pelo diálogo sincero, já que um dos motivos que estão dificultando o desejo de uma das partes em ter filhos pode ser justamente o fato de não estar apaixonada o suficientemente pela outra pessoa para embarcar nesse projeto de vida. Outra razão que pode gerar o impasse é o medo da responsabilidade, ou achar que ainda não é a hora de ter filhos. Esta é uma questão na qual não de deve jogar sujo, já que o ideal é que o filho seja concebido com o consentimento de ambos. Se é um problema de tempo, os avanços da medicina vão ajudar quando decidirem pelo filho. Já se é uma questão definitiva, é preciso refletir seriamente se pode-se renunciar ao desejo de ser mãe ou pai.

10. Um dos dois é egoísta
Muitas pessoas que são fantásticas com seus amigos ou família são extremamente egoísta com o parceiro. A causa pode estar no fato de não estar acostumado a compartilhar suas coisas, seu tempo, seu espaço ou sua vida com outra pessoa, ou porque não se sentem o suficientemente apaixonados para renunciar sua independência. O egoísmo pode traduzir-se em "pão-durismo" emocional, em falta de atenção e carências de todo o tipo.

Solução - Quem é egoísta deve saber para poder mudar, se é que está disposto a fazer isso. Conviver com uma pessoa egoísta pode ser algo muito difícil, e vai implicar em grandes doses de paciência por parte do parceiro. O melhor a fazer é fazer o egoísta "provar do seu próprio remédio" em coisas que são importantes para ele. Ao iniciar uma convivência é muito normal sofrer esse tipo de problema, por isso que o casal deve ter paciência um com o outro.

11. Um dos dois usa drogas
O vício por drogas ou álcool pode destruir o amor, a confiança, a cumplicidade que existe entre um casal. O problema surge quando já não é mais possível fazer juntos as coisas que antes agradavam aos dois, quando quem tem o vício começa a mentir e a mostrar-se agressivo. A "gota d´água" é quando a principal paixão passa a ser o vício.

Solução - Fingir que está tudo bem é uma péssima tática. Trata-se de um assunto delicadíssimo, já que normalmente quem sofre de um vício tem dificuldades em reconhecer o problema e tenta escondê-lo de todas as formas. Em alguns casos, chega a inclusive a separar-se do parceiro, da família, amigos ... Neste caso é preciso ser radical: aborde abertamente o problema e deixe a outra pessoa enquanto ela não admitir que está viciada, a menos que ela admita o que está passando e busque ajuda profissional. Nesse caso, ela contará com todo seu apoio.

12. Não conversamos
De todos, talvez esse seja o problema mais grave, porque impede a solução de todas as dificuldades e pode ser a origem de um abismo sem saída para o casal. Geralmente são os homens que têm problemas de comunicação, porque nós mulheres estamos acostumadas a contar tudo a nossas amigas. Mas o desafio não é falar sobre o que fizemos durante o dia, e sim sobre ocorre entre o casal. Dizer o que nos machuca, nos faz sofrer ou nos incomoda é duro porque nos deixa indefesos diante do outro, mas é absolutamente necessário para ter uma relação de casal adulta e duradoura.

Solução - Conversar, conversar e conversar. É preferível comentar qualquer sensação ou coisa que nos incomode, por menor que seja, a deixar que se transforme em uma bomba que venha a explodir no momento menos esperado. A comunicação entre o casal deve basear-se no respeito, em escutar e na tolerância. Não cabem críticas, elevações no tom da voz ou tons imperativos, de "sou eu quem manda".

Ela é louca de ciúme. Como lidar com namoradas assim?

 

medfrd0925



Carol, minha namorada é muito ciumenta! Quando a gente anda junto, vai sair para algum lugar e até mesmo quando estou dirigindo, ela fica louca de raiva quando passa alguma menina na calçada, ou em qualquer lugar, ela já fala que estou olhando.

Na faculdade ela fica doida quando vou conversa com o pessoal (colegas de sala) no corredor, ela fala que eu fico no corredor para ver as meninas passando.

Outra coisa que não me deixa em paz, ela quer que eu fique ligando para ela de hora em hora, igual o resultado da telesena. Eu não aguento mais isso, nem posso mais jogar uma bola, nem ficar na rua.

Isso já está virando um inferno! POR FAVOR, CAROL, ME AJUDE, ME DÊ UMA LUZ!”

Meu deus, a definição da palavra obsessão deve ter sido inspirada na sua namorada…Ela está ficando maluca, você consegue notar?! E o pior de tudo isso é que ciúme é realmente uma doença, mas não é encarada dessa maneira, as pessoas acham que é prova de amor.

Desde quando uma prova de amor não deixa você seguir sua vida normalmente? Desde quando quem ama precisa de provas ao invés de sentimentos? É doença sim, você vai acabar enlouquecendo com ela e ainda vai ser taxado de machista. Mas calma, nós podemos resolver tudo!

O começo
Ela sempre foi assim ou esse ciúme maluco surgiu de repente? Pode ter sido algo que vocês passaram, uma briga, um tempo que vocês deram ou algo que você falou. Talvez alguma amiga tenha dito algo pra ela que despertou esse lado, digamos, maligno nela.

Se ela era assim desde o começo, desculpe, mas você sabia o buraco onde estava se metendo, né?! Mulher ciumenta é mulher ciumenta e pronto! Não importa a idade, o tipo de relacionamento… Ela vai ter ciúme e você não vai mudar isso!

Insegurança
Um dos motivos mais comuns do ciúme nas meninas é a insegurança. Ok, eu sei que você deixa claro que só quer ficar com ela. Quem falou sobre você? ;)

O problema da insegurança das garotas é com elas mesmas. Meninas têm esse probleminha que é não se achar bonita, inteligente, sexy, alta, baixa, magra, gorda… Nada é o suficiente! Enquanto elas não se aceitarem e conseguirem enxergar tudo de bom que tem, o relacionamento seguirá uma loucura.

Apesar disso, eu não acho que esse seja o caso dela. Eu acredito, de verdade, que seja uma patologia; é ciúme demais pra uma pessoa só e sã.

Ligações
Mostre pra ela o preço das ligações. Com essa grana vocês poderiam fazer o que? Sair? Jantar? Viajar? Ligações telefônicas não são baratas, ainda mais se ela for do tipo que gosta de conversar e as operadoras de celular de vocês forem diferentes!

Tente fazê-la entender que é bom ter saudade, que se você liga pra ela a cada passo que dá, não tem o que contar pra ela quando estão juntos. Deixe claro que você não precisa ter segredos com ela, mas que é bom os dois terem coisas individuais, coisas que ninguém mais sabe, só vocês. Manter o mistério do relacionamento é uma das dicas para uma relação longa!

Crises
Elas vêm de repente? Do nada ela faz a louca e começa a brigar com você ou tem lugar específico – ela espera vocês estarem sozinhos, pelo menos?

Uma dica que eu vou te dar pra usar na hora da crise vai deixá-la muito, mas muito mesmo, brava, porém é necessário. Quando ela começar a brigar contigo por causa de uma garota inexistente, faça piada. Abrace o ar, apresente sua amante a ela. Ou então, simplesmente, saia andando e diga que só vai falar com ela quando a sua namorada voltar, porque você não se interessa por pessoas malucas.

Ela pode chorar, espernear e ficar louca de raiva, mas só assim ela vai entender o papel ridículo que está fazendo. Em alguns casos, só a terapia de choque resolve e esse é um desses casos, pelo que você diz.

A falta
Você enlouquece com o ciúme dela, não entende porque tudo isso acontece e sente-se acuado. Se ela não se importasse mais, não pedisse pra você ligar e desse espaço pra você ter sua vida, como se sentiria? Não sentiria falta de se sentir tão importante na vida de alguém?

Muitas vezes os caras reclamam do ciume mas sentem falta dele se a garota deixa essas bobeiras de lado, então pense bem se você também não anda pisando na bola e incentivando as atitudes dela.

Ajuda
Existem grupos de apoio. Eu sei que parece que estamos falando sobre drogas, mas é quase isso. O  – Mulheres que Amam Demais Anonimas – ajuda mulheres de todas as idades que são dependentes de relacionamentos. Talvez dividir histórias com outras pessoas possa ajudá-la a melhorar.

 

O conselho: primeiro de tudo, vá jogar um futebol com seus amigos, ela querendo ou não. Depois do futebol, quando você estiver relaxado e feliz, deixe a cervejinha com a galera de lado e vá encontrá-la. Conte sobre o jogo, diga que sentiu falta dela, mas que não se sentia tão bem – fisicamente – fazia tempo.

Depois do primeiro futebol, vá cortando os outros hábitos malucos. Aos poucos, vá se livrando das amarras e quando você menos notar, nem o resultado da Telesena você está dando mais! ;)

Ela vai surtar, gritar, chorar e fazer todo tipo de pressão, mas seja forte e explique que as coisas precisam ser diferentes para o namoro dar certo. Lembre-se sempre que garotas adoram homens de pulso firme e dessa vez você precisa manter sua opinião mais do que nunca!

como lidar com o cilmes  numa relaçao

 


Extraí sete dicas valiosíssimas para deixar de ser ciumento de um artigo num site feminino e adaptei para nossa realidade. Nele fica bem claro que o mais importante é "confiar no seu taco". Ela está com você porque te ama, então relaxa, os outros são os outros. Espero que ajude:


1. Esqueça antigas namoradas. Principalmente aquelas que infelizmente o traíram, isto porque não vai pode passar o resto da sua vida amorosa com medo de ser novamente magoado. Embora ser cauteloso é perfeitamente normal e compreensível, não pode culpar o sua atual namorada por uma ex traiçoeira, nem juntá-las todas no mesmo saco. Se deixar este tipo de pensamentos negativos vindos do passado dominar a presente relação, pode realmente começar a ver sinais que justifiquem a ciumeira em todo o lado… até onde não existem.

2. Dinamize a sua auto-estima. Se estiver constantemente a rotular-se de baixinho, gordinho, escanzelado… Ela pode começar a desviar mais vezes o olhar. Saiba que a autoconfiança é uma das melhores características que um homem pode ter e que as mulheres mais apreciam. Para além disso, ao sentir-se magnífico consigo mesmo, não terá de se preocupar com a concorrência. Para os dias mais complicados, nada como uma ida ao cabeleireiro, uma pouco de exercícios Em resumo, inner game nas alturas para comandar a atenção.

3. Seja realista. Estão numa festa e de repente avista sua namorada em grande clima de amizade com um cara sarado do outro lado da sala – antes de começar a interpretar, de forma negativa, os sorrisos ou a linguagem corporal de ambos, respire fundo e analise a situação friamente. Será aquele cara uma ameaça real para a vossa relação? A vossa relação está assim tão frágil? A resposta será, muito provavelmente, não e não. Se for preciso, ou seja, para evitar uma cena histérica e pouco favorável para si, vá passar água fria na cara ou apanhar um pouco de ar fresco. Ah, e não toque no álcool – não há nada pior ou mais perigoso do que um homem ciumento e bêbado.

4. Procure um amigo. Se anda desconfiado e ansioso devido a alguma coisa específica, se sente que os ciúmes se estão a apoderar de si da pior forma possível, desabafe tudo… com o seu melhor amigo. É exatamente para situações como estas que se inventaram os grandes amigos – depois de uma conversa libertadora vai certamente sentir-se mais longe de ter um colapso nervoso e ganhará ainda uma perspectiva nova sobre a sua situação, que pode muito bem arrumar com os ciúmes de uma vez por todas.

5. Ponha-se no lugar dela. Da próxima vez que for assolado por um ataque de ciúmes e lhe apetecer começar a gritar e a partir pratos porque ela vai sair outra vez com os amigos ou porque lhe contou que recebeu um e-mail do ex-namorado, pare para pensar: como é que se sentiria se fosse ao contrário? Agora volte ao seu lugar: já se esqueceu daquela HB gostosa com quem trocou olhares indiscretos no comboio outro dia; e aquela empregada de mesa que foi o alvo das suas atenções (e do resto dos seus amigos!) no último happy com os amigos. Isso não quer dizer que ama menos a sua namorada, pois não? O mesmo raciocínio aplica-se a ela. Porém, se ambos tiverem “tendências ciumentas” é melhor estabelecerem algumas regras ou princípios orientadores para evitar futuros cenários de guerra.

6. Tenham uma conversa. De homem para mulher, Ou seja, se a atitude dela na presença de outros caras já começa a ser a de um flirt compulsivo, é óbvio que se vai sentir magoado e ciumento. Estes são dois sentimentos completamente distintos que o podem deixar simultaneamente triste e enraivecido, um cocktail de emoções explosivo que deve ser abordado antes de arrebentar… a bem da vossa relação. Fale calma e abertamente com o sua namorada sobre a sua postura e a forma como essa a está a magoar; ela pode até negar e mudar de assunto, mas não ceda até chegarem a um consentimento mútuo sobre a situação.

7. Viva o presente. Em vez de passar os seus dias e noites a preocupar-se com a festa que ela vai onde seus concorrentes estarão, concentre-se no presente. Convença-se que existem coisas que não pode controlar (como o passado dela ou o que ela faz quando não está contigo) e viva o presente tal e qual ele se afigura. O tempo que perde com inseguranças e ciúmes injustificados é tempo que não dedica à relação. Para além disso, ela não vai conseguir resistir à sua atitude descontraída e independente.

Boa Sorte